A morte de Lumumba: podíamos ter agido de outro modo? FANON, Frantz

Neste capítulo do livro Em Defesa da Revolução Africana, Frantz Fanon destacou a importância de Patrice Lumumba no processo de unidade e independência do Continente Africano. Além disso, denunciou à posteridade que a ONU sempre esteve a mando dos interesses dos colonizadores, servindo como um mecanismo jurídico de avanço do capitalismo sobre a África que, até então, era pouco ou não mercantilizada, espaço necessário para expropriação capitalista, nestes termos:

Não se devia recorrer à ONU. A ONU nunca foi capaz de resolver validamente um único dos problemas postos à consciência do homem pelo colonialismo, e sempre que interveio foi para ir concretamente em socorro da dominação colonialista do país opressor (…) na realidade, a ONU é a carta jurídica que os interesses imperialistas utilizam quando a carta da força bruta não deu resultado”

Veja a íntegra nos links disponibilizados para download.

Coletivo Negro Patrice Lumumba

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s